História

Marque um horário para você, agora mesmo!

No início dos anos setenta, um grupo de jovens reunia-se regularmente para estudar textos de autoconhecimento e fazer pesquisas em teatro-laboratório.

Ouviram falar de um Mestre indiano e ficaram entusiasmados com as gravações de suas palestras em fita cassete que um amigo trouxera de lá.

O diretor do grupo foi, então, até a Índia conhecer o Mestre e voltou de lá com a incumbência de abrir aqui o SOMA, CENTRO DE MEDITAÇÃO RAJNEESH. A partir daí, vários elementos do grupo foram morar no ashram do Mestre por algum tempo, cada um trazendo algumas técnicas lá aprendidas. Essas técnicas eram vivenciadas aqui pelo grupo e repassadas para as pessoas interessadas, que aumentavam a cada dia.

O centro desenvolveu-se bastante e após três anos fundou uma comunidade rural que contava com mais de cem residentes. Pessoas de todo o Brasil, Argentina, Chile e Uruguai afluíam para esse local em busca dos grupos de crescimento, onde essas técnicas eram desenvolvidas.

Os livros do Mestre foram traduzidos e publicados em Português e havia também um jornal, que divulgava todo o trabalho.

Com a mudança do Mestre para os Estados Unidos e seu voto de silêncio que durou alguns anos, o movimento tornou-se acéfalo, o que repercutiu negativamente no Brasil, desestabilizando a comunidade, que acabou sendo extinta.

Em julho de 88, Elza Carolina Piacentini (Prem Arsha), co-fundadora do Centro de Meditação, responsável pelas traduções e o departamento de terapias da comunidade, abre um novo espaço, o SOLLUA. Alguns dos antigos participantes da comunidade unem-se a ela e o trabalho é reiniciado, tendo agora um cunho mais terapêutico.

Hoje, o ESPAÇO SOLLUA conta com uma equipe de terapeutas altamente treinada, com a experiência de quase trinta anos de trabalho. Possui uma sede na Cidade de São Paulo – onde se desenvolvem as terapias individuais, meditações diárias, vários tipos de massagem, tai chi e grupos que se reúnem semanalmente para estudar e praticar as técnicas de autoconhecimento – e uma sede campestre – onde são realizados os workshops e os trabalhos para empresas.

E o que são essas técnicas?

Nos anos 60, terapeutas do mundo inteiro, principalmente dos Estados Unidos, estavam empenhados em descobrir novas abordagens terapêuticas que levassem o homem a uma percepção maior de si mesmo. O uso do LSD e outras drogas tinha-se mostrado perigoso, devido aos efeitos colaterais. A psicanálise era tida como lenta e limitada. Era grande o número de pesquisadores que iam para o Oriente, principalmente a Índia, em busca dos conhecimentos antigos.

Em Poona, sul da Índia, encontraram um Mestre chamado Bhagwan Shree Rajneesh (OSHO), aberto para observar e avaliar as técnicas que traziam. Essas técnicas eram testadas no Ashram do Mestre por seus seguidores e recebiam algumas pinceladas mescladas com a sabedoria e o conhecimento das tradições ocultas, passando a fazer parte do repertório de grupos de crescimento disponíveis aos discípulos que lá chegavam.

Quando essas técnicas foram trazidas para o Brasil, eram totalmente desconhecidas do público em geral. Hoje em dia, são utilizadas por muitos terapeutas, podendo ser encontradas em vários centros alternativos e alguns ortodoxos.

Temos a nosso favor a experiência, o estudo e a aplicação durante todo esse período, que colocamos a disposição das pessoas que quiserem compartilhar conosco desse conhecimento.

Palavra chave relacionada à este artigo:

Rua Caraibas, 1179 - casa 09 - Pompéia - São Paulo - Telefone : (11) 3672-4421